Tour pelos brechós de Berlim e Kudamm

Berlim é uma cidade que dita tendências, por isso talvez ela seja tão recheada de brechós, ou como são chamadas por lá, Second Hand.

Resolvi fazer um tour para conhecer e entender como funciona a cultura de brechós e reaproveitamento na Alemanha.
Brech-s-Berlim

As lojas se dividem em espaços para garimpo de alto luxo, onde é possível comprar peças raras de marcas como Chanel, Dior ou Louis Vuitton, lojas com peças bonitas, baratas e outras com costureiras e serviços de upcycling.
IMG-20180821-WA0100

Eu percorri cerca de 4 regiões de Berlim, e conheci alguns dos brechós mais famosos da Alemanha, como a Chiara, deu vontade de morar lá mergulhada em centenas de peças lindas, muito bem organizadas, a loja bem clara, arejada, confortável e muito charmosa. A Chiara quebra completamente esse conceito de que brechós tem apenas roupas velhas ou feias.
Brechó em Berlim
Claro que nem todas as lojas eram assim tão encantadoras, mas percebi que para grande parte do público de Berlim, comprar roupas de segunda mão não é um tabu, faz parte do cotidiano.
Brechos-Berlim-2

Conversando com as vendedoras ou em alguns casos com as donas das lojas entendi que uma vez que a consciencia ambiental, reciclagem, reaproveitamento são temas que fazem parte do dia a dia dos berlinenses é natural que essa cultura seja tão forte por lá.
IMG-20180821-WA0151

Então além de colaborar para a preservação do planeta, tem o privilégio de adquirir peças, muitas vezes exclusivas, adquirir roupas de grifes, normalmente inacessíveis ao público comum, resgatar e abusar da criatividade ao ter contato com o que esteve na moda em outras épocas, principalmente nos brechós vintage.
IMG-20180821-WA0071
Outro ponto interessante são as Second Hand infantis,muitas vezes as crianças nem chegam a usar as roupas ou os brinquedos, o que faz com que as lojas tenham peças praticamente novas. Encontrei durante o tour pelo menos três lojas com estes artigos mesmo não colocando nenhuma delas na minha rota.
IMG-20180821-WA0147

A maior parcela dos clientes de brechós ainda é feminino, por isso não havia tantas peças masculinas nas lojas, exceto na Humana. Muitas lojas costumam colocar as araras nos passeios, e as vitrines são um show a parte. E uma informação muito importante é, cheguem depois das 11h da manhã, eu encontrei muitas lojas fechadas porque cheguei muito cedo.
IMG-20180821-WA0054

Depois de conhecer esse universo me sinto muito feliz em ver que essa cultura de brechós chegou aqui no Brasil, como as feiras de brechós, lojas como a Dorotéia, Seu Pechincha, entre outros, tem ganhado adeptps. Isso me deixa inspirada até a fazer um tour de brechós por aqui também.
IMG-20180821-WA0065

De brinde, durante minha tour de brechós, caí de “paraquedas” em uma das ruas mais luxuosas de Berlim, a Kudamm, ou pra ser mais exata, Kurfürstendamm.
IMG-20180821-WA0066

Em qualquer direção é possível encontrar as mais famosas marcas fashion do mundo. As vitrines geralmente minimalistas, box de vidros nas calçadas exibindo peças das novas coleções, e, claro, um segurança em frente a cada uma das lojas.
IMG-20180821-WA0061

Os letreiros faziam mais sucesso que as lojas, já que a maior parte dos turistas não entrava, mas faziam fotos para exibi-los em suas redes sociais (inclusive esta blogueira que vos escreve).
Selfie-na-Kudamm
Berlim é um lugar de muitos contrastes, ao fim da luxuosa Kudamm encontrei a minha primeira Humana Second Hand. Uma cidade instigante, multicultural, de muitas cores, etnias, muita vida e energia para todos os lados, e ao mesmo tempo uma energia cinza.
IMG-20180821-WA0123
A capital alemã é uma gigante e poderosa metrópiole que vibra alegria e ao mesmo tempo melancolia, pulsa história, cultura, moda, sabores, dita tendencias em todos os setores.Assim termino minha série de relatos sobre meu minitour de Moda em Berlim, completamente apaixonada e inspirada.

Mapa-Tour-Brech-s
Lojas visitadas:
Secondo – Mommsenstrasse, 61
Ariane – Wielandstrasse, 37
Firlefanz – Eisenacher, 75
Picknweight Vintage Store – Bergmannstrasse, 102
Chiara Seconda Mano – Walter-Benjamin-Platz, 3
Jumbo Second Hand – Wienerstrasse, 63
Humana Second Hand – Oranienburger strasse, 87
Sommerladen – Linienstrasse, 153
Humana Second Hand & Vintage – Alexander strasse, 7

Lívia Monteiro

Lívia Monteiro é publicitária, produtora de eventos, especialista em gestão cultural e em projetos. Representante Oficial do Fashion Revolution em BH. CoFounder e CMO do Cidadela. Fascinada por moda, cultura, cinema e literatura, vive com a cabeça na lua e precisa lembrar de manter os pés no chão...